Marlene Dietrich moments

Hoje, na melhor página do Público, a antepenúltima, e que fala sempre das fofocas e bizarrias – no fundo o que verdadeiramente interessa nos jornais desde que apareceram os blogues e desapareceu a ‘cara da gente’ do Diário Popular – refere-se que foi encontrado um brinco de Marlene Dietrich, que ela tinha perdido junto a um lago em Inglaterra há mais de 70 anos. (Note-se que apenas mulheres muito especiais perdem os seus brincos, sejam quais forem as circunstâncias).

O artigo refere ainda que, para além do brinco, no lago, entretanto esvaziado, foram encontradas mais «três dentaduras, um olho de vidro e um soutien». Não indica se eram também da nossa Marlene. Vamos sonhar que não, claro, pois nunca mais nos seduziríamos com uma mulher a piscar-nos o olho e a sorrir. Mas não vos deixo sem que antes cite o nosso P. Mexia (estadocivil.blogspot.com), que está cada vez melhor: «A natureza fez com que ele não a satisfizesse. A civilização fez com que ela não o desejasse». O que este gajo não descobriria se se dedicasse a secar barragens.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: