De passagem

informam-se os dois leitores confessos (e todos os outros, incluindo tímidos, indecisos, envergonhados, curiosos ou acidentais) deste blog que, na sequência de acordo longa (ou nem por isso) e duramente (isso sim) negociado, o progenitor desta pequena (mas cuidada, há que dizê-lo) obra de arte (e design, ora essa!) regressa, de letras e imagens, à sua morada principal (e da qual nunca deveria ter saído mas, como qualquer mãe sabe, os homens crescidos são mais dados a birras que os miúdos em idade de jardim de infância):

«Desfazedor de rebanhos»

Com os melhores agradecimentos pela atenção dispensada e não tendo à mão, lamentavelmente, qualquer citação de autor russo que, a preceito, traduza o estado d’alma, fica a despedida com um abraço a todos quantos, por bem, vieram até aqui ao longo destes meses.

Amanhã é outro dia.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: